Amigos de ~~Anna Paes~~

 


 

 

 

Plumas Ao Vento

Plumas ao Vento
Penso-te voragem
pluma, anseios.
Brisa a roçar meus lábios,
em promessas mil.
São desejos fecundos,
infecundos?
Não sei precisar.
Sonho,
o mais doce sonho,
Que se perde
como plumas ao vento.

ANNA PAES
 



Plumas ao vento,
que o falar espalha,
que o vento carrega,
que a chuva não rega,
e que ainda sim
se multiplica,
e muito mal fica
para ser colhido
pelas ímpias almas
que corrompem a calma
caluniando e difamando
aqueles que mansamente
seguem serenamente
sua trajetória terrena...

LAURO KISIELEWICZ
28/11/2004

 

 

 

 

 

® Anna Paes - Direitos Reservados © - 2004


Webmaster
®Anna Paes


Todo o conteúdo deste site está protegido pela Lei dos Direitos Autorais de
19 de Fevereiro de 1998