CORRENTEZAS
 
Anna Paes
 

Entre a dúvida e a certeza,

Entre o grito de dor e as feridas

De um coração, sem clareza,

Que se agita em busca de ilusões perdidas.

Sonhos e promessas de amor,

O que acrescentaram a tua vida?

Somente alguma dor!

Lança-te ao rio da existência;

Deixa-te levar a correnteza.

Nunca olhes para trás.

Busca sempre o homem novo

Vá ao encontro de tua paz.

Procura sempre novo modo de amar.

Sem fôrma e sem forma determinada.

Nunca te esqueças, amigo,

As palavras mudam de sentido

Perdem o seu colorido;

As nossas ilusões são enganosas,

Simulam um futuro cor-de-rosa,

Mas não busques nelas certezas .

Deixa-te levar na correnteza.

Transforma -te em corredeira,

Um ser em constante movimento.

Viva a dúvida em sua inteireza.

Deixa-te fustigar pelo vento.

Corre para seu norte, veloz correnteza!

Corre com toda beleza,

E leva contigo esta flor

Que já foi marcada pela dor,

Mas hoje desabrocha sem medo

Escrevendo um novo enredo

E se deixa levar sem pudor

Por esta correnteza cabala

Que as vezes fala, outras cala,

E as vezes se veste de cor.

Que tem o nome de amor.
 

 

 

 

Home|Indice|E-books

 

|Livro de Visitas|

 

® Anna Paes

Direitos Reservados

© - 2000/2005

Webmaster & Designer:
®
Anna Paes

Todo o conteúdo deste site está protegido pela Lei dos Direitos Autorais de
19 de Fevereiro de 1998

green_day_all_by_myself.mid