Existência

 
só pq sei que você existe
e que pode:
espantar meus fantasmas
desdobrar-se em atenções
Mimarme ninar
amar sem nem saber
que me ama.
desejar ao extremo a presença,
(mas na distancia
só seus olhos perpetuam.)
meu corpo arde como brasa
sentindo o seu e
no espaço que nos separa
e repara danos
nos reencontramos
nos doamos
nos sentimos
e jorramos prazer
que se transforma em luz cósmica
a mesma luz que irradia de teu ser
reflete em meu perpetuar em ti
E perpetuo em ti como se
do nada viesse e só a ti
tivesse.
(libertando Rainhas
Reis, escravos e  fantasmas que povoavam meu ser.
Ainda contarei das Rainhas aprisionadas em mim.)
 
 
Anna Paes


 

Todos Direitos Reservados


 



 

 

 

Arte by Paola Caumo
Copyright © 2006 Poesia & Art - Todos direitos reservados | Web Designer Paola Caumo