...Em Letras Inesquecíveis       

Anna Paes

 

Quando estás a meu lado, sinto a brisa roçar em meus lábios.

Um suave adormecer ou um entorpecer sensitivo,

invade a calma de meus sonhos interiores acordados.

E, eles recomeçam, atribulados a batalhar incansavelmente

a mulher que existe presa em mim; desatenta ou atenta?

Invadem meu ser, tomam posse consentida.

Deixo meus sonhos mais suaves e encantadores

povoarem  a minha  sentida solidão.

na esperança de que, nesta distância que nos separa e une

ao mesmo tempo,  ameaces chegar...

E, em tua inaugurada chegada,

fale-me de coisas lindas, de céu anil, de estrelas brilhantes.

De beijos inexplicáveis como um:

-  raiar do dia.

-  cair da noite.

Que me diga:

- Do teu amor!

   - Do teu desejo!

    - Da tua ternura!

  - Da tua espera

tão desesperada que explode em letras inesquecíves,

quando juntos estamos em alma alada e corações ritmados.

Mas, não pára por aí, não.

Segue contando, teus dias bem como, as noites de luxúria,

de ternura, de dor, de amor e desamor vividas.

Dos desgostos extremos sentidos

pela distancia que nos separa e une por igual.

E tu chegas a dizer-me:

            - Que os outros laços são passados...

      - Que o teu pensamento invade o meu formando

 uma cordilheira de adágios só nossos,

 quando me despertas a contar histórias.

- Que de mim sente saudade mas, saiba,

 ela chega tão perto que esmaga febrilmente

    a minha no peito que, de sede de ti já perecia. 

 

Março de 2006

 

Todos Direitos Reservados
 



 

 

 

Arte by Paola Caumo
Copyright © 2006 Poesia & Art - Todos direitos reservados | Web Designer Paola Caumo