Do que digo e deixo de dizer
Anna Paes
 
 
Do que digo
Nada de crédito retorna
 
Do que não digo
Soam ecos, advinhações
 
Do que digo
Algumas palavras loucas
Soltas e vãs
Dizem alguns
 
Do que não digo
Ficam as inverdades e mal-quereres
Mágoas absurdas
Não minhas, tuas!
 
E te encolhe num canto qualquer
Procurando  fôlego
Talvez alívio para o que não diz
Se o que diz é mentira
Que resta da tua verdade?
 
Onde vai teu  alívio
Se da tua mentira e escárnio
Brotam  secos galhos de  desamor
Ninho em chamas?
 
Pássaro solto
Ao ar livre
Sequer se apercebe da gaiola
Quanta hipocrisia!
 
Do que não digo
Restam migalhas.
 
Do que digo
Entendo eu
 
Sem lembranças, seguirá
Passaste em minha vida
 
Não digo que ficaste
 
Digo que foste
 
Anna Paes
06/03/2008
Brasília - DF - 20h12
 
Narrado por Marcos Sérgio T. Lopes
 
 
 
 

CriArt AnnaPaes
Melhor visualização 1024x768
©AnnaPaes®
 

 

 
©AnnaPaes®
 
 
 
® Anna Paes
Direitos Reservados
© - 2000/2007
Todo o conteúdo deste site está protegido pela Lei dos Direitos Autorais de
19 de Fevereiro de 1998


Graphics Anna Paes
copyright 2000/2007

Please do not tear or rip apart my works.
Não use o meu trabalho sem consentimento